Levantamento final dos efeitos da pandemia no comportamento do consumidor

Em Fevereiro, a agência de estudos de mercado Motivaction investigou pela quinta vez os efeitos da Covid-19 sobre o consumo de flores e plantas. O estudo foi realizado online na Alemanha, França, Reino Unido e Países Baixos.

Os seus resultados mostram que os consumidores esperam continuar a comprar flores e plantas com mais frequência. Mesmo com a situação financeira futura cada vez mais incerta.

Foto: Reprodução

Um home office verde

Estudo final dos efeitos da pandemia no comportamento dos consumidores.

O Covid-19 fez com que os consumidores percebessem como as plantas tornam seu home office mais agradável. No início da pandemia, 50% dos entrevistados tinham consciência disso. Agora, dois anos mais tarde, essa porcentagem chega a 68%. O mesmo se aplica as flores, com uma porcentagem inicial de 50%, atualmente, o número alcança os 67%.

Com os “Aesthetic Explorers” (em tradução livre, “Exploradores Estéticos”), vemos um impressionante aumento:  de 76% para flores e 75% para as planta para 95%, em ambos os casos.

Este aumento será, provavelmente, uma tendência contínua, uma vez que 45% dos entrevistados esperam continuar trabalhando no modelo home office e 27% dividirão o seu tempo de trabalho entre o escritório e a casa.

Desfrutar de um exterior mais verde

Mais consumidores também gostam de decorar os seus jardins e varandas com plantas de jardim.

Quando a pandemia começou, 40% dos entrevistados indicaram que gostavam desse cenário. Em nosso último estudo, realizado em fevereiro/22, essa porcentagem tinha aumentado para 48%.

Nesse quesito, vemos um forte aumento na Alemanha (52%), França (53%) e Reino Unido (55%). Os Países Baixos avançaram pouco com 32%.

Novo alvo de estudo

Por hora, esta será a última vez que o Conselho das Flores encomendará esse estudo em específico. A partir de agora, começaremos a nos concentrar nos efeitos que a elevada inflação e o declínio da confiança dos consumidores terá na compra de flores e plantas.

É difícil prever qual será o exato impacto, mas os participantes desse estudo parecem otimistas. Apesar da futura situação financeira, as flores e plantas não parecem ser o primeiro passo no corte de despesas.

Responsável pelo estudo: Monique Kemperman | Maio 2022

Fonte: https://www.flowercouncil.co.uk/press-calendar/final-survey-of-effects-of-pandemic-on-consumer-behaviour

Internautas impressionam ao mostrarem suas criações com flores de LEGO

As flores da LEGO são uma nova possibilidade para pessoas que amam plantas, mas não possuem tanta habilidade na hora de mantê-las saudáveis. Com o recente lançamento das orquídeas e suculentas nas famosas peças de montar, muitos internautas decidiram compartilhar o resultado da “diversão” das novas espécies, impressionando pela realidade do produto final.

Inicialmente composta apenas por buquês e bonsais, a linha agora se estende com a LEGO Orquídeas, composta por 608 peças no total, incluindo seis botões rosas, cinco folhas e duas raízes aéreas, que ficam em um vaso na cor azul. Quando montada, a orquídea chega a 30 cm de altura. As LEGO Suculentas vem com nove plantas individuais, cada uma com seu próprio vaso.

O Senior Designer da marca, Anderson Ward Grubb, pontuou em comunicado que um dos principais objetivos ao desenvolver a ideia foi dar aos adultos uma opção diferenciada para desestressar. “Dizem que ter suculentas em um ambiente te ajuda a focar e nós esperamos que esse conjunto traga a mesma sensação. Desejávamos criar um conjunto que oferece uma experiência relaxante na hora da montagem, para ajudar adultos a ‘desconectarem’ das suas vidas ocupadas”, pontuou.

Na internet, o público aprovou a nova coleção e muitos compartilharam fotos de suas orquídeas feitas de LEGO através do Twitter (que viralizou!). “Eu, inicialmente, comprei de presente para uma pessoa, mas depois quis montar para mim”, escreveu um usuário no Twitter.

Confira abaixo alguns dos resultados:

“Elas ficaram lindas”, escreveu a usuária (Foto: Reprodução / Twitter / @steph_pz19)
“Flores de lego”, postou em resposta (Foto: Reprodução / Twitter / @shineeloverbou)
“É a coisa mais linda”, comentou outra internauta (Foto: Reprodução / Twitter / @carlasssssssjr)
“Eu tenho a LEGO Bonsai” (Foto: Reprodução / Twitter / @ZedrykV)

Matéria: POR MARIANA ALVES COM ALEX ALCANTARA

Fonte: Casa e Jardim

Dia das Mães 2022: cultivando o amor através das flores

Nós acreditamos que, assim como as flores, o amor deve ser cultivado diariamente.

Pensando nisso, em 2022, a campanha do Dia das Mães da Cooperflora foi retratada com personagens reais e presentes na construção diária de nossa cooperativa.

Com o tema “De geração em geração, cultivando o amor através das flores”, nós escolhemos duas produtoras que vivem um momento muito especial de suas vidas.

Produtora Cooperflora há 22 anos, Marisa Reijers é mãe da Rhuana que trará ao mundo a Liz.

Rhuana e Marisa em meio a produção de rosas no Sítio Dallas, pertencente ao Grupo Reijers | Foto: Alexandre Macedo

Marisa e Rhuana produzem flores, mas, mais do que isso, elas cultivam a emoção que chegará a todas as mães do Brasil no dia 8 de maio.

Com base na união e no amor pelas rosas, o trabalho com flores é um legado da família Reijers, e o cultivo ultrapassou gerações e continua a ser semeado. 

Foto: Alexandre Macedo

Para a data, também criamos um hotsite, no qual reunimos as nossas sugestões de flores de corte e em vaso para presentear a mãe ou as mães importantes na vida de cada um de nossos clientes.

Clique aqui para conferir!

Tulipas: curiosidades sobre essa flor incrível

Fonte de inspiração para diversos pintores holandeses, as tulipas merecem toda a nossa atenção. A beleza delas é indiscutível e, além disso, o seu crescimento é aquilo que mais nos fascina. A tulipa é tanto geotrópica quanto fototrópica. Nunca ouviu falar nesses termos? O primeiro se referee ao caimento dela: seu corpo tende a tombar com a gravidade. Já o segundo, define que ela continuará crescendo em direção à claridade.

Outra curiosidade é que apesar de associarmos as tulipas à Holanda, elas começaram, na vedade, a ser cultivadas no antigo Império Otomano e foram introduzidas na Holanda apenas no século 16. Foi então que começou a Tulipomania. Apesar de parecer um festival, foi muito mais do que isso. A tulipa rapidamente se transformou em uma espécie obsessão.

Foto: Cooperflora

Carolus Clusius, professor de botânica da Universidade de Leiden em 1593, foi quem introduziu a primeira tulipa em solos holandeses. Carolus conseguia seus tão desejados bulbos através de um amigo embaixador servindo em Istambul. 

Cabe aqui citar uma história popular da época sobre um visitante que viajava pela Turquia. Ao se deparar com uma tulipa no mato, ele rapidamente apontou para ela e perguntou e perguntou qual era o seu nome a um fazendeiro que, como era de costume na região, usava um turbante. O fazendeiro respondeu “Tulipand” e assim ficou. Tempos depois o viajante descobriu que tulipand de fato designava o turbante do fazendeiro, uma confusão que acabou batizando para sempre o nome da flor no mundo ocidental.

Voltando ao nosso amigo Carolus, que feliz da vida presenteava com bulbos colegas de profissão e artistas, ele logo se viu pressionado por negociantes àvidos por dinheiro a vender os bulbos comercialmente. 

Carolus não cedeu à pressão e dias depois os bulbos mais valiosos de seu jardim foram roubados. Rapidamente o hábito de colecionar tulipas virou mania nacional. Em questão de 4 anos o valor delas foi de 12 florins para 1200 florins cada. Apenas para ter uma comparação, a renda média anual era por volta de 150 florins. Chegou ao ponto de um único bulbo, dos mais cobiçados, ser vendido a preço recorde de 13 mil florins.  

O que era uma mina de ouro, logo acabou. Dez anos depois a bolha estorou, pois o número de vendedores de tulipas excedeu em muito o de compradores e, por isso, a flor foi desprezada pelos colecionadores da época. Ela não deixou jamais, no entanto, de ser admirada e até os dias de hoje é uma belíssima adição em arranjos florais.

Fonte: Casa Vogue | Texto: Flô Atelier Botânico

Ervas aromáticas na decoração da casa

As plantas aromáticas têm mil e uma utilidades: perfumam a casa, temperam a comida e trazem bem estar e beleza para a casa. Existe uma grande variedade e elas cabem quase em qualquer cantinho, porque se dão bem em vasos e requerem cuidados muito simples.

As plantas aromáticas são aquelas cujo talo e folhas liberam um cheiro forte e intenso. Por séculos, elas vêm sendo utilizadas para elaborar fragrâncias, condimentar os pratos e fabricar remédios.

Aqui na Cooperflora, nós temos diversas opções de ervas aromáticas em nosso mix de produtos que podem dar um toque todo especial na decoração de alguns ambientes de sua casa. Para conferir, clique aqui!

Fonte: https://verdypaisagismo.com.br/

Páscoa florida: ideias de decoração com flores

A Páscoa celebra o renascimento, a renovação e é também um momento para reunir a família. O clima lúdico faz parte do feriado e decorar a casa e a mesa do almoço do domingo que marca a data está, cada dia mais, ganhando espaço nas casas dos brasileiros.

E, é claro, as flores não podem ficar de fora das decorações, já que elas deixam qualquer ambiente mais bonito, alegre e comemorativo. Pensando nisso, nós selecionamos algumas sugestões de decorações e arranjos florais que deixarão os ambientes ainda mais festivos.

Confira:

GUIRLANDAS

As guirlandas, comumente utilizadas em épocas natalinas, também podem fazer parte da sua decoração de Páscoa. Olha só algumas ideias que vão deixar sua casa ainda mais no clima da Páscoa. Vale também, apostar nas flores desidratadas (que fazem parte do nosso catálogo de produtos e dão um toque especial e diferenciada nas decorações).

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

MESA

O almoço de Páscoa é muito simbólico e marca a reunião da família para celebrar a data. Decorar a mesa mesclando as flores com elementos que fazem alusão à Pascoa farão toda a diferença e, com certeza, serão motivo de muitos elogios.

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest
Foto: Pinterest
Flores na cabeça: ideias de arranjos florais para penteados de noivas

A escolha da decoração, do vestido, dos sapatos e dos acessórios faz parte da rotina das noivas que estão se preparando para casar. As flores, sem dúvida, estão presente nesse universo e muitas noivas optam por usá-las também nos cabelos!

A ideias é usar diferentes flores – de preferência as naturais-, em toda a extensão do cabelo, que podem estar presos, ‘bagunçadinhos’ ou soltos.

A escolha do estilo pode ser um ótimo exercício para usar toda a criatividade e vale a pena buscar inspirações de penteados floridos para esse momento tão especial e único.

Para ajudar, resolvemos compartilhar algumas ideias e sugestões de penteados com flores para aquelas que, em breve, vão subir ao altar.

14ª Feira de Oportunidades apresenta novidades e marca reencontro presencial

Após dois anos de evento on-line, pudemos reencontrar nossos clientes, parceiros e produtores na 14ª edição da Feira de Oportunidades de Holambra.

Esta foi a primeira edição presencial, após o início da pandemia e, ficamos muito felizes e realizados em entregar mais um evento cheio de significado para o setor.

A feira, que aconteceu nos dias 16 e 17 de março, contou com mais de 350 visitantes, entre clientes atacadistas, varejistas, decoradores e floriculturas, breedes e produtores, que puderam conferir as inúmeras novidades em produtos e variedades exclusivas Cooperflora.

Desde a primeira edição, nossa Feira de Oportunidades foi pensada com o objetivo de reunir e estreitar os laços entre cooperativa, cooperados e clientes. E, com certeza, alcançamos o objetivo, mais um vez, nesta edição.

Queremos agradecer a todos que compareceram e puderam conferir as tendências de mercado no segmento das flores! Em breve, nos vemos novamente, em mais um edição da Feira de Oportunidades.

LoveNotWar: Conheça a campanha realizada pelo setor das flores em prol das vítimas da guerra na Ucrânia

A evolução nas últimas semanas da guerra na Ucrânia, fez com que muitas empresas do setor de flores agissem e mostrassem apoio às vítimas do conflito.

Floriculturas e locais onde, geralmente, são comercializadas flores e plantas estão sendo usadas para coletar alimentos, roupas, cobertores, itens de higiene pessoal, entre outras coisas.

Caminhões e motoristas estão entregando ajuda, ao invés de flores. Moradias temporárias estão sendo oferecidas e eventos, de grande e pequeno porte, estão sendo organizados para arrecadação de fundos para causa. Incontáveis doações estão sendo feitas para garantir que a assistência emergencial chegue até aqueles que precisam.

Muitas empresas e pessoas do ramo das flores estão trabalhando juntas e mostrando que elas farão o que for preciso para contribuir quando a ajuda for necessária. E mais do que nunca, as vítimas da guerra precisam de ajuda urgentemente.

O setor das flores trabalha diariamente com produtos lindos e com grande simbolismo que podem traduzir e expressar a linguagem internacional do amor e amizade, da gratidão e do apoio, oferecer conforto e, acima de tudo, esperança.

Essa é a razão pela qual diversas parceiros do setor se uniram a Blachère Illumination, para trazer, através do símbolo do coração, uma poderosa mensagem as dezenas de cidadãos da Europa e outros locais: #LoveNotWar.

A ação consiste num coração gigante, decorado com flores frescas e com a mensagem: #LoveNotWar.

Com o poderoso simbolismo desses corações, a intenção é mostrar compaixão e suporte, e conectar e inspirar mais pessoas a ajudar e a se expressar contra as injustiças. Desta forma, espera-se que mais pessoas se sintam inspiradas a apoiar aqueles que foram e estão sendo afetados durante esse difícil momento.

Qualquer um pode se juntar e compartilhar essa mensagem florida nas redes sociais, usando a hashtag universal #LoveNotWar.

Confira algumas fotos do movimento:

Flores tropicais: 9 espécies perfeitas para montar arranjos que refrescam

Dias quentes abaixo da linha do Equador, descendo logo após o corte do Trópico de Capricórnio. É verão na América do Sul, ondas de calor intenso transitam pelo mapa e a vontade que bate é se largar ao mar, ao sopro do vento fresco na pele.

Há os que amam as elevadas temperaturas e os que sofrem em demasia pela sensação de abafamento e sonolência. Derme transpira, respira. Poucos tecidos cobrem o corpo, e os fios do cabelo grudam na nuca.

Preferências à parte sobre a estação, que só completa seu lugar no giro do planeta, o nosso papo é sempre sobre flores e a inteligência que ronda esse complexo sistema de vida. O clima quente e úmido – afinal somos um país tropical e abençoado em beleza – faz florescer por esses campos espécies nativas e adaptadas ao termômetro.

Eu separei algumas que valem a pena levar para casa, seja para refrescar e encantar os espaços ou cultivar no jardim para atrair a visita das borboletas e beija-flores. Coloridas no tom da brasilidade, também são mais resistentes e fortes, de formas eretas e determinantemente belas. Basta uma espécie no vaso para ter por perto, e à vista, uma escultura expressiva. Ideias também tomam partido do tropicalismo brasileiro.

1. Alpinia

Impressionante a arquitetura desta flor! A alpinia nasce do caule, abre-se em cor em busca de luz. Exibe faceira as pétalas rosas, brancas e vermelhas.

(Foto: Alexandre P. Macedo)

2. Aphelandra

Nativa da Mata Atlântica, a aphelandra tem folhas verde-escura em formato oval que parecem riscadas à caneta por conta das nervuras brancas. Prefere meia-sombra do que torrar ao sol. Os melhores horários para banhá-la de luz são de manhã cedinho ou no fim do dia. Ao centro brota uma flor de um amarelo vivo. Lindo!

(Foto: Alexandre P. Macedo)

3. Bastão-do-imperador

Surreal chega a ser essa planta de vários nomes e beleza singular. Bastão-do-imperador faz juz à imponência da planta, que prospera no topo de uma longa haste reta e robusta. Não à toa que é comparada ao objeto de poder. Também pode ser chamada de flor-da-redenção, flor-de-cera e gengibre-tocha.

(Foto: Cooperflora)

4. Helicônia

A helicônia abre um capítulo amplo de espécies. Suas folhas são parecidas com a da bananeira, de aparência bem tropical, e a combinação de cores é um escândalo. A floração desdobra colorações diversas e encantadoras.

(Foto: Alexandre P. Macedo)

5. Jatrofa

Lembra um coral vermelho vivo. A jatrofa tem hastes carnudas e delicadas flores amarelas desabrocham. Atrai beija-flores e borboletas.

(Foto: Cooperflora)

6. Dracena

Outra espécie que parece pintada à mão. As folhas longas da dracena, verdes no centro com os cantos amarelados, também fazem um bem danado ao nosso lar. Elas absorvem gases poluentes e purificam os ares da casa.

 (Foto: Alexandre P. Macedo)

7. Palmeira-leque

A palmeira-leque é a descrição perfeita do nome. Sua forma plissada lembra exatamente a de um leque, que se espalma em cor verde-brilhante.

(Foto: Reprodução)

8. Strelitzia

Strelitzia ou ave-do-paraíso, em climas quentes produz flor o ano inteiro. De cor laranja e azul, duram um bocado nos arranjos que bolamos.

(Foto: Alexandre P. Macedo)

9. Zingiber

Zingiber foi espalhada pelo mundo por causa das navegações. É utilizada como especiaria, até para fim afrodisíaco, mas aqui fico apenas embasbacada com a estética originária do Sul da Ásia. E o arremate que produz nas composições.

(Foto: Cooperflora)

Fonte: Casa Vogue

Texto: Gabriela Nora, cenógrafa botânica, diretora de arte e sócia-fundadora da Galeria Botânica
Colaboração: Lu de Moraes. da A CASAA

Feira de Oportunidades: 14ª edição acontece neste mês de março

Em março será realizada a primeira Feira de Oportunidades presencial em Holambra, após dois anos de evento on-line em decorrência da pandemia do coronavírus.

A 14ª edição do evento, está programada para acontecer nos dias 16 e 17 de março, na sede da Cooperflora, e promete retomar esse encontro (há tanto tempo esperado) entre cooperados, clientes e colaboradores.

A feira também possibilita que nossos clientes possam conferir pessoalmente os lançamentos em flores e plantas. Na ocasião, também será apresentado os novos parceiros do Sinc e seus produtos disponíveis em nossa plataforma de vendas.

Esta também é uma excelente oportunidade de retomada de negociações para renovações e aberturas de novos contratos.

Já estamos ansiosos e preparando tudo por aqui para receber nossos clientes! Esperamos vocês.

SERVIÇO:

Quando? 16 e 17 de março

Onde? Cooperflora – Holambra/SP

Horário: Das 8h às 17h

Quem pode participar? Clientes Cooperflora

“Que não seja só por um dia”: campanha de Dia das Mulheres 2022

Comemorado, mundialmente, no dia 8 de março, o Dia das Mulheres celebra as diversas conquistas femininas alcançadas ao longo do tempo, mas, mais do que isso, a data também existe como um alerta sobre os problemas que ainda permeiam a vida das mulheres.

Todos os dias, milhões de mulheres enfrentam desafios diários. E, todo ano, no dia 8 de março, a cena se repete: as mulheres são presenteadas, enaltecidas e, depois, tudo volta ao normal.

A Cooperflora acredita que a vida das mulheres deveria ser mais pétalas e menos espinhos.

Pensando nisso, para 2022, nós aproveitamos a data para propor um desafio: “Que não seja só por um dia”.

Então, te convidamos a homenagear as mulheres da sua vida mais vezes ao longo do ano. E homenagens nem sempre precisam de um grande motivo para acontecer, mas, ainda, assim, iremos te ajudar com algumas ideias e datas.

Clique aqui e confira as nossas sugestões. Assim, você terá tempo de fazer uma encomenda de flores ou se preparar para visitar uma de nossas floriculturas parceiras. Faça de cada ocasião um momento de reflexão e surpreenda!

Feira de Oportunidades Regional: Cooperflora marca presença em Cuiabá

Nossa primeira Feira de Oportunidades Regional de 2022 aconteceu nos dias 22 e 23 de fevereiro e, dessa vez, marcamos presença em Cuiabá/MT.

Esses encontros marcam um momento muito importante entre cooperativa e clientes: estreitar laços e compartilhar as novidades e tendências no segmento das flores.

O evento contou com a participação de produtores, revendedores, parceiros e clientes. Agradecemos a presença de todos, é sempre um prazer encontrá-los!

Mudança de data

A Feira de Oportunidades em Cuiabá estava programada para acontecer em janeiro, mas em decorrência do aumento de casos de Covid-19, devido a disseminação da nova variante Ômicron no Brasil, precisou ser adiada.

Frisamos que, durante toda a realização da feira, medidas preventivas foram respeitadas para que o evento ocorresse de forma segura para todos os presentes.

Mercado de flores no país tem um novo perfil

Muita gente não sabe, mas o segmento de flores faz parte do agronegócio brasileiro. Considerando 2020, em meio à crise sanitária acarretada pelo novo coronavírus, o setor cresceu 10%, movimentando R$ 9,6 bilhões em comercialização, conforme aponta o Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura). Para 2021, a expectativa de expansão era um pouco menor, entre 2% e 5%.

Esses números são positivos, mas o Brasil ainda está engatinhando no mundo das flores e em sua comercialização pela internet. Argentina, por exemplo, vende mais flores do que nós. Dar e receber esse tipo de presente é uma questão cultural. O ponto de virada está na facilidade para comprar e receber itens de floriculturas, que melhorou o profissionalismo do setor. As pessoas se sentem mais seguras em realizar esse tipo de compra.

Durante a pandemia, houve uma necessidade maior de enviar lembranças a pessoas queridas, com o intuito de nos aproximarmos delas, ou até mesmo para decorar a casa, já que quase todos passaram praticamente o tempo todo lá.

O modo de comercialização das floriculturas mudou, assim como o perfil dos consumidores. Antigamente, o público que procurava por flores tinha mais de 35 anos. Hoje os jovens e adolescentes, de 18 anos para cima, compram para as mães, namoradas, amigas, e a internet expandiu essa prática. Entre as mulheres, as rosas vermelhas, as orquídeas e os girassóis são as favoritas, bem como as sazonais tulipas.

Ao contrário do que se possa imaginar, homens também gostam desse tipo de presente, dando preferência por flores mais neutras, como lírios, cravos, rosas brancas e orquídeas. Para as mulheres que querem surpreender os homens, essa é uma boa dica!

Flores são o tipo de presente com que dificilmente se erra, agradando a todas as idades e tendo opções para todos os gostos. É um mercado enorme, que cresceu muito nos últimos dois anos, mas ainda tem potencial de expansão – além de ser um presente de bom gosto. Discordando do Cartola, as rosas falam sim!

Fonte: Dia Rural

Valentine’s Day: qual vai ser o motivo do seu presente?

O Valentine’s Day está chegando e, diferente do nosso Dia dos Namorados, esta não é uma data exclusiva para os casais apaixonados.

Muito popular nos EUA e Europa, a data também vem sendo comemorada no Brasil para celebrar todas as formas de amor.

Pensando nisso, nós criamos um hotsite com conteúdo exclusivo e cheio de dicas e sugestões de flores para ajudá-los na hora de decidir qual sentimento você quer demonstrar.

E você, já sabe qual vai ser o motivo do seu presente de Valentine’s Day? Clica aqui e nós te ajudamos a decidir!

Conheça bares escondidos dentro de floriculturas para beber drinques cercado de plantas

Se há alguns anos a moda em São Paulo era servir comidinhas em espaços cheios de plantas, agora brotam lugares escondidos dentro de floriculturas que criam um ambiente colorido e florido para quem busca drinques na noite paulistana —no caso, o Flora Bar, que fica nos Jardins, e a espera do Infini, local que foi apelidado de Bar das Flores, no largo do Arouche.

Separadas por cerca de quatro quilômetros, as duas casas dividem ainda outras semelhanças: apostam na alta coquetelaria, abriram as portas em outubro e têm um temperinho francês. Mas é tudo coincidência.

Montado por Guilherme Chueire, o Flora ocupa o antigo ponto de uma das casas tocadas pelo empresário, o Bottega Bernacca Due, na rua Padre João Manuel. Quando o restaurante italiano ganhou um espaço no shopping Iguatemi, Chueire viu a oportunidade de montar ali um speakeasy, nome dado aos bares clandestinos da época da Lei Seca americana.

Fachada do Flora, bar escondido atrás de floricultura nos Jardins – Junior Peres/Divulgação

A ideia da floricultura foi circunstancial. “O speakeasy tem que ter essa coisa contrastante com o que existe dentro, e não queria perder a luz natural para quando a casa abrir de dia”, explica Chueire. Assim, ele convidou uma amiga paisagista para montar sua loja ali, a Verde Uva.

O que os vasos e arranjos escondem é um corredor apertadinho de clima meio cavernoso, que é criado pela luz baixa, poltronas de couro, espelhos, letterings com jeitão de vintage e trilha sonora animada. No meio fica o coração de todo bar, o seu balcão.

“Queria encontrar alguém bem renomado para o bar, uma pessoa que pudesse dar credibilidade para a casa”, explica Chueire. Assim, ele encontrou Adriana Pino, profissional premiada que se tornou chefe de bar.

Instalado dentro do Mercado das Flores, tradicional espaço para compra de plantas e aberto desde 1927 no largo do Arouche, a casa é o local de espera para quem deseja entrar no Infini, o ultramoderno bar de drinques recém-inaugurado e escondido dentro do La Casserole, clássico restaurante francês que funciona há 68 anos do outro lado da rua. Não parece, mas os três pertencem, sim, à mesma família.

Público no bar instalado dentro do Mercado das Flores, no largo do Arouche; casa é irmã do francês La Casserole e do moderno Infini, do outro lado da rua Gabriel Cabral/Folhapress/

“O Mercado das Flores foi um dos motivos que levou os meus avós a escolher o lugar para abrir o La Casserole”, conta Henry. “Essa sinergia com lojas de flores é uma coisa bem francesa.” Segundo ele, o proprietário da floricultura brinca que os dois negócios namoraram todos esses anos, até que agora resolveram se casar.

Apesar de não ter qualquer sinalização —pudera, a casa nem sequer tem nome oficial—, o local ganhou o apelido de Bar das Flores e fica aberto para quem quiser sentar para bebericar. “As pessoas olham, veem as mesinhas, mas nem sempre entendem que existe um bar ali. Daí, quando entram e veem um bartender uniformizado fazendo drinques, ficam muito felizes.”

Fonte: Guia Folha | Matéria: MARINA CONSIGLIO

Setor de flores consolida o Valentine´s Day em seu calendário de datas especiais

Toda forma de amar vale a pena. É com essa essência que a floricultura nacional começa a trabalhar a introdução do Valentine´s Day (Dia de São Valentim), em 14 de fevereiro, como mais uma importante data para o setor, no Brasil.

Em muitos países, a ocasião ganhou amplitude e deixou de ser celebrada apenas como o Dia dos Namorados, permitindo que as pessoas aproveitem a data para demonstrar o seu afeto para entes queridos, sejam parentes, amigos ou quem, simplesmente, merece uma espontânea demonstração de carinho.

São exatamente as relações importantes, independentemente do tipo ou grau do relacionamento, que o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor) passa a reforçar para todo o setor, a fim de promover a data.

“Nos dois últimos ano fomos obrigados a nos distanciar das pessoas e a repensar a importância dos nossos relacionamentos. Por isso, decidimos usar a data para criar um momento de demonstração do nosso amor e amizade, unindo ainda mais os laços com aqueles que tanto nos fortalecem”, explica o presidente do Ibraflor, Kees Schoenmaker.

Sobre o Valentine’s Day

Muito popular, principalmente nos Estados Unidos e na Europa, o Valentine’s Day celebra o amor e a troca de presentes entre casais, amigos e familiares.

No Brasil, até há alguns anos, o Valentine’s Day não era uma data expressiva para o comércio do país. No entanto e, principalmente, nos últimos dois anos devido à pandemia da Covid-19, as floriculturas perceberam o potencial de vendas na data e começaram a aderir as campanhas e ações especiais (também nas redes sociais) para incrementar as vendas no mês.

Fonte: Ibraflor

Esqueça os pais de pet, a moda agora é outra

Plantas. Se você comprou algum tipo de verde para decorar sua casa ou presentear alguém nos últimos meses, saiba que você não está sozinho nessa. Este ano foi o ano dos cuidadores de plantas, e nós podemos provar.

Ok, como? O termo “como cuidar de plantas” foi mais pesquisado no Google do que “como cuidar de crianças” ou “como cuidar de animais de estimação”.

Na verdade, além das buscas, o fenômeno realmente está crescendo e a geração mais nova parece ter se tornado adepta das plantinhas desde que a pandemia começou, como uma fonte de alívio de stress e ansiedade — cientificamente falando.


A onda está tão grande que influenciadores de plantas já são realidade e talvez você até conheça algum… Por mais incrível que pareça, há quem ensine cuidar de plantas na internet com bem mais seguidores que outros
influencers por aí…

• A hashtag #PlantsOfTiktok atingiu 4,3 bilhões de visualizações esse mês e o maior grupo para amantes de plantas como um hobby do Facebook tem cerca de 500 mil membros.

Naturalmente, como você pode imaginar, os preços subiram e comprar plantas ficou 19% mais caro este ano.

Casamentos devem movimentar mais de R$ 40 bilhões no Brasil em 2022

O ano de 2022 deve ser de recuperação para o mercado de casamentos do Brasil. De acordo com pesquisa realizada pela casamentos.com.br, os patamares pré-pandemia devem tocados novamente.

Ou seja, o mesmo 1 milhão de cerimônias realizadas ao longo de 2019 deve se repetir no próximo ano. Salvo uma nova onda pandêmica para empatar a festança outra vez, as cerimônias devem girar nada menos que R$ 40 bilhões.

Dados da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais indicam que o ano de 2021 já foi mais casamenteiro que o primeiro ano de pandemia. Em 2020, mais de 719 mil casamentos foram registrados.

Com a vacinação sendo feita ao longo deste ano, mais de 740 mil até novembro.

Crédito ou débito?

Pesquisa com 4,2 mil casais usuários do site casamentos.com.br ajuda a mostrar o perfil financeiro dos noivos. Os consultados podiam responder a mais de uma pergunta.

Dinheiro guardado na poupança e economias pessoais representam 56% dos pagamentos registrados pela pesquisa. De todas as festas, 48% foram parceladas.

E 30%, pagas com a ajuda de familiares. Para 10% dos casais, dinheiro recebido como presente foi a saída. E para pouco mais de 3%, empréstimos e financiamentos foram necessários.

A pesquisa mostra ainda que os noivos investem, em média, pouco mais de R$ 39 mil na cerimônia. Foram entrevistados 4,2 mil casais. Se pudessem escolher seus presentes de casamento, 54% dos casais gostaria de ganhar dinheiro.

Outros 17%, utensílios domésticos e de decoração. E 16%, uma mãozinha para bancar a lua de mel, já menos
de 2% são os desprendidos. Não esperavam nem por presente nem dinheiro. Vai entender.

Fonte: Jornal Valor

Natal com flores desidratadas

Durante a pandemia, pela praticidade e alta durabilidade desses produtos, as desidratadas explodiram no Brasil e, para atender os pedidos de nossos clientes e essa demanda, começamos a comercializar diversas variedades desse produto. De rosas e rosas spray a limoniuns, as possibilidades de combinações são gigantescas!

E porque não utilizá-las também nas decorações natalinas? Nossas flores desidratadas podem ser utilizadas sozinhas ou acompanhadas de flores frescas. Fica incrível e nós podemos provar!

Abaixo, você confere exemplos de composições, arranjos e guirlandas produzidas pelo designer floral, Michel Benevenute, e por seus alunos.

Recebemos a certificação Great Place to Work 2021

O ano de 2021 foi desafiador e de muito trabalho para todo o time Cooperflora e o resultado do esforço e comprometimento veio: fomos reconhecidos e certificados, mais uma vez, como uma ótima empresa para se trabalhar pelo Great Place to Work (GPTW).

O GPTW é uma consultoria global que apoia organizações a obter destaque nos seus resultados juntos aos seus cooperados. Para nós, este selo só reforça nosso propósito e mostra que, através do nosso Jeito de Ser, seguimos firmes em nossa missão de levar emoção através das flores.

Este reconhecimento também nos motiva a continuar evoluindo juntos enquanto cooperativa e um grande time que somos!

GPTW

A conquista do selo Great Place to Work (GPTW) é alcançada através de um processo de consultoria, no qual são realizadas pesquisas com os colaboradores, a fim de compreender a visão daqueles compõe as organizações.

Essa avaliação é realizada anualmente, em mais de 90 países, e leva em consideração alguns critérios como oportunidades de desenvolvimento profissional, respeito, nível de confiança dos funcionários, boas práticas culturais, entre outros.

As organizações que alcançam, pelo menos, 70% de respostas positivas de seus funcionários, são contempladas com o certificado Great Place to Work.